Tese de final de ano - Igualdade entre Sexos


Há algum tempo que eu procurava um blog de notícias sérias como este para apresentar a minha tese.

Durante meses (cerca de 70), fiz um estudo que culminou nesta minha tese, deixo-a aqui á vossa consideração:

Já alguém pensou na diferença entre as mulheres e os homens quando vão á casa de banho?

Já alguém disse a essas senhoras, que tanto apregoam essa da igualdade, que de igualdade não existe nada?
Já explicaram a essas senhoras que são umas privilegiadas?

Pensem comigo homens, acompanhem-me:
Os homens vão á casa de banho fazer um simples xixi e que acontece?

Parecemos uns parvos, qua assim que apontamos ao vaso sanitário, não resistimos... É impossível resistir àquele botão, carregamos no botão de descarga e ficamos a olhar para a água a descarregar, fazendo um esforço enorme para terminarmos a função antes da descarga da água, hummm, que esforço, que força fazemos, e que acontece? Nunca acabamos antes da descarga, temos de esperar ´que o tanque encha de novo para descarregarmos aquela coisa.

Sabem o que é pior?
É que da próxima vez, quando já carregámos no botão é que nos lembramos da anterior e a história repete-se. Se por um mero acaso nos lembramos antes de carregar no botão, lá pelo meio da função quem é que resiste a não carregar no botão que está mesmo ali na nossa frente a pedir para ser carregado? NINGUÉM!

Volta tudo ao início, pensamos que é desta, "desta vez consigo terminar antes do tanque descarregar" e pimbas... Não conseguimos nunca. E a seca que passamos á espera que aquilo encha de novo? Dá cabo da paciência a um santo.

Repararam que as mulheres não sofrem essa pressão?
Repararam por um acaso, por um pequenino acaso, que as sanitas foram feitas para elas? Repararam que elas sentam-se naquela coisa e ficam com o botão pelas costas? Não tendo assim de resistir á tentação de carregar no botão? É ou não é um mundo feito para as mulheres? é ou não é descriminação sexual?

Mas há mais meus amigos, há mais, qual de nós homens não entra numa casa de banho e pelo caminho já vai a pensar: Tenho de ver antes se há papel higiénico!!

Que acontece?
Entramos na casa de banho e já esquecemos de verificar se existe o raio do papel higiénico. Alguém, mas alguém mesmo, já reparou que depois de começarmos a fazer o que nos levou aquele "gabinete", já em plena função, nos lembramos de repente e pimbas... NÃO HÁ PAPEL NESTA PORRA DESTA CASA DE BANHO???

Alguém reparou, que se por um acaso (uma vez no ano), lembramos de olhar a ver se há papel antes de nos sentarmos, há sempre papel? Ele só falta quando não reparamos antes? É ou não é descriminação sexual?

E as mulheres? Claro, mas é claro, Deus deu-lhes aquela porra daquela mala que mais parece um armazém... Tem de tudo lá dentro, até papel higiénico ou lencinhos!

Por um acaso, já alguém reparou, que naquele dia, no dia em que não dava mais, aquele dia em que já vamos a desapertar os botões das calças pelo caminho, aquele dia em que só pensamos que não chegamos á sanita a tempo, com os joelhos a roçar um no outro lá conseguimos chegar "encolhidinhos", ainda não estamos completamente sentados e já é um alívio danado... Aguém reparou que a seguir olhamos para o local indicado e? Normal, claro: NÃO HÁ PAPEL HIGIÉNICO PORRA!!!

Temos de improvisar: lavamo-nos nos lavatórios, ou tiramos as cuecas e lá vai disto, saímos meio envergonhados da casa de banho (será que entra alguém que me viu sair e vê as cuecas?), somos iguais? onde está a igualdade dos sexos, contem lá? mas contem-me agora para eu entender!

E no campo? elas baixam-se, fazem o que lhes apetece, retiram os lencinhos de papel da mala e assunto resolvido.

E nós homens? rapamos umas ervas, fazemos a coisa há pressa pois não aguentamos mais com as pernas tão dobradas, pegamos numas pedras e olhamos para elas, pensamos, pensamos, pensamos... Apresentem-me esse gajo que disse que se limpava bem o rabo com ervas carago.

Contem-me por favor, como é possível ir á casa de banho e no final a torneira do autoclismo estar fechada e o autoclismo vazio, contem-me, quem sabia que íamos lá nós os homens e fechou aquilo? A seca que é esperar que aquilo encha, num ambiente fechado e com uns aromas esquisitos. Mas quem aguenta isto?

Elas? sortudas... retiram o raio do perfume da mala e resolvem a coisa na mesma hora que começou.

Portanto, quando uma mulher falar de igualdade entre os sexos, ponham-na a mijar de pé de frente para uma sanita, vejam se ela resiste a carregar naquele botão; depois então falem de igualdade dos sexos!

Quem nunca viajou de carro com uma mulher?
Quantas vezes param no caminho por causa de um comentário tipo: Amor, preciso fazer xixi!

Façam ao contrário, ela que conduza o carro e digam vocês: Amor, quero fazer xixi! Vejam que resposta recebem de imediato? "pareces uma mulher!"


Onde pára a igualdade?
Digam-me!!!

Razão razão tem o artigo no http://www.jornaldiario.net/

2 comentários: